fbpx
facebook 7 Princípios para implementar projetos organizacionaistwitter 7 Princípios para implementar projetos organizacionaisgoogle_plus 7 Princípios para implementar projetos organizacionaislinkedin 7 Princípios para implementar projetos organizacionaismail 7 Princípios para implementar projetos organizacionais

O termo agente de mudanças ainda é pouco conhecido no Brasil, mas muito presente na realidade das organizações. Encontramos Agentes de Mudanças em todas as áreas de Suporte, em todas as lideranças e em muitos analistas de projetos. Na verdade, a partir do momento que compreendemos que uma organização é formada por diversos agentes de mudança que implementam projetos organizacionais, ações e processos os quais visam algum tipo de melhoria (mudança); começamos a entender a necessidade de preparar essas pessoas para serem agentes de mudança organizacionais.  E existem técnicas, metodologias e frameworks reconhecidas e testadas mundialmente que podem nos ajudar.

Quanto mais preparamos esses profissionais, mais aumentamos a efetividade e o uso dos processos e ações que implementamos nas organizações e diminuímos o sofrimento e a tensão e a resistência que assombra toda nova ação na organização.

Uma das ideias ou frameworks usadas para desenvolver um bom agente de mudanças são os 7 princípios que Patrick Mayfield desenvolveu, a partir dos princípios de Stephen Covey.

Se você acredita que é ou pode ser, um agente de mudanças na sua organização, esses princípios podem ajudá-lo:

  1. 1 – Procure primeiro entender e depois ser entendido: Ao implementar uma nova ação procure primeiro entender o meio e as pessoas que irão usá-la ao invés de procurar fazer com que elas entendam o seu propósito.
  2. 2 – Mudanças efetivas sempre devem ser lideradas por alguém: Ache um sponsor para a sua ação. Mudanças trazem tanta incerteza que necessitam de alguém para servir de guia.
  3. 3 – Faça dos hábitos sua meta: Hábitos antigos fazem as pessoas resistirem à novas formas de agir ou se comportar, e o seu objetivo não deve ser em remover os hábitos existentes, mas em substituí-los.
  4. 4 – Reconheça e minimize a dor da mudança: As pessoas sempre buscam minimizar o medo ou a dor, então engaje as pessoas levando isso em consideração.
  5. 5 – A alta performance vem através das pessoas e das ações dessas pessoas: Aprender sobre relações e diálogo é o primeiro passo para conseguir resultados.
  6. 6 – A integridade traz o maior poder de persuasão: Respire confiança e engaje as pessoas de uma maneira muito mais fácil.
  7. 7 – Somos todos emocionais e buscamos significados: Adultos não são tão racionais quanto gostam de pensar que são. Adultos aprendem através de significado e de emoções. O engajamento funciona melhor quando existe uma conexão emocional com o que necessita ser modificado. As pessoas não fazem as coisas porque são ditas, mas fazem quando enxergam um significado no que é proposto.

Saber e praticar os princípios é um início para um conduta que traz resultados mais eficientes e prazerosos na condução de ações organizacionais. Porém para praticar a conduta é necessário revisitar o próprio comportamento e as crenças de como os resultados devem ser alcançados dentro das organizações.

Se capacitar como Agente de Mudança é um convite a não somente conseguir resultados mais eficientes e com menos resistência; mas principalmente um convite a desafiar algumas crenças organizacionais sobre pessoas e processos. Aprender sobre como conduzir pessoas através do processos pode trazer às nossas organizações uma maneira simples, porém cheia de significados, a lidar com pessoas e resultados.

Franciele Maftum

Princípios extraídos do livro base da Certificação de Stakeholder Engajament APMG: Practical People Engagement de Patrick Mayfield.

Você quer saber mais sobre o assunto? Fique ligado em nossos canais, estamos sempre falando sobre o tema.

Comentários