fbpx
facebook Você desperta nos outros o que há de melhor?twitter Você desperta nos outros o que há de melhor?google_plus Você desperta nos outros o que há de melhor?linkedin Você desperta nos outros o que há de melhor?mail Você desperta nos outros o que há de melhor?

Vivenciando inúmeros projetos, treinamentos, consultorias e coaching, constato depois de criteriosa análise que a humanidade está em sofrimento. A análise é, na verdade, sobre o que fizemos com as pessoas nas corporações? Como fomos parar nesse momento de tanta insatisfação interna e busca de controle?

Mas ao invés de falar sobre os problemas das organizações e da humanidade, escolho falar das soluções e do que nos tira desse lugar de vitimização. Porque ao mesmo tempo que estamos em um momento doente, adoecendo pessoas nas organizações e fazendo-as perder o seu propósito de vida e existência; levando-as ao medo de tentar, ao distanciamento de si; ao mesmo tempo, estamos acordando para uma nova era de ser: um processo de cura.

Nosso trabalho tem sido tentar despertar nas pessoas o seu próprio propósito, sua voz interior, o melhor de cada um. Tiramos com muito cuidado o medo de errar, os receios da punição, a vergonha, a projeção e culpa; e colocamos amor, vontade, compaixão e empatia.

Mesmo nos projetos mais técnicos, onde uma análise de riscos e impactos são necessários, estes são os componentes faltantes (quando há risco) e presentes (quando há sucesso). São eles que nos dizem a capacidade de cura da organização e de resgate das pessoas. Os profissionais e líderes das organizações estão buscando significados e algo que faça a diferença para eles e para o trabalho. Isso é muito bom; é sinal de que estamos saindo da estagnação, e caminhando para um processo de autodesenvolvimento que irá mudar (e já está mudando) as organizações.

“ As coisas precisam fazer sentido.”

“ As pessoas precisam de sentido.”

“ Somente fazer não nos conecta.”

É um trabalho difícil, corajoso, audacioso eu diria. Mas a questão aqui é sobrevivência ou morte, e a maneira de sobreviver é despertar e sentir.

Fica aqui o meu convite: você tem despertado o que há de melhor em você? E você utiliza isso no seu trabalho e em sua vida?

E para os líderes: você desperta nos outros o que há de melhor?

Fique ligado em nossos canais, estamos sempre falando sobre o tema.

Comentários