fbpx
facebook APRENDIZAGEM NA MUDANÇAtwitter APRENDIZAGEM NA MUDANÇAgoogle_plus APRENDIZAGEM NA MUDANÇAlinkedin APRENDIZAGEM NA MUDANÇAmail APRENDIZAGEM NA MUDANÇA

YT-APRENDIZAGEM-NA-MUDANÇA-1024x576 APRENDIZAGEM NA MUDANÇA

No vídeo de hoje vamos falar sobre aprendizagem na mudança e, para isso, apresentamos uma das situações mais antigas que conhecemos dentro das organizações, é o sistema de recompensas e punições. E, vamos analisar esses métodos, através do que já aprendemos com a neurociência.

A prática é muito comum dentro das organizações, a maioria delas operava punindo quem não ia bem dentro do cenário.  Essa punição era feita de diversas formas: punindo moralmente, não dando bônus, não dando atenção, mandando embora ou apenas dando menos atividades. E, por outro lado, as organizações recompensavam aquelas pessoas que aprendiam, através de agradecimentos, trazendo para perto, falando sobre a pessoa, promovendo, etc.

Qual é a questão nesses dois processos?

Primeiro, hoje, sabemos que para existe uma questão emocional por trás, pois, ao mesmo tempo em que, nosso cérebro está liberando dopamina (que nos ajuda e motiva a aprender) para a gente conseguir aprender, estamos criando uma memória emocional sobre o determinado aprendizado, e ela pode ser tanto uma memória positiva quanto negativa.

Uma das situações mais antigas que conhecemos dentro das organizações, é o sistema de recompensas e punições. Mas, hoje, vamos analisar esses métodos, através do que já aprendemos com a neurociência.

A prática é muito comum dentro das organizações, a maioria delas operava punindo quem não ia bem dentro do cenário.  Essa punição era feita de diversas formas: punindo moralmente, não dando bônus, não dando atenção, mandando embora ou apenas dando menos atividades. E, por outro lado, as organizações recompensavam aquelas pessoas que aprendiam, através de agradecimentos, trazendo para perto, falando sobre a pessoa, promovendo, etc.

Qual é a questão nesses dois processos?

Primeiro, hoje, sabemos que para existe uma questão emocional por trás, pois, ao mesmo tempo em que, nosso cérebro está liberando dopamina (que nos ajuda e motiva a aprender) para a gente conseguir aprender, estamos criando uma memória emocional sobre o determinado aprendizado, e ela pode ser tanto uma memória positiva quanto negativa.

Franciele Maftum

Comentários